Correio dos Campos

Polo de Atendimento à Dengue realiza 131 atendimentos em seu primeiro dia

8 de abril de 2024 às 10:33
(Foto: Divulgação/PMTB)

COM ASSESSORIAS – Começou a funcionar na quinta-feira (04), nas dependências do Pronto Atendimento do Hospital Regional de Telêmaco Borba, o Polo de Atendimento à Dengue. Em seu primeiro dia de funcionamento, o Polo realizou 131 atendimentos, segundo dados a Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

O local funciona todos os dias da semana, das 08 às 17 horas e está previsto no Plano de contingência para situações de epidemia de dengue em Telêmaco Borba. “Ele está previsto para ser feito quando o número de atendimentos começa a extrapolar as estruturas existentes. É uma estrutura provisória que permite um atendimento qualificado, evitar complicações e diminuir o tempo de espera”, explicou a chefe da Divisão de Saúde Pública, Marlise Marcondes.

Segundo Marlise, quem procurar o local passará pela triagem, prova do laço, consulta médica, encaminhamento para Vigilância Epidemiológica, se precisar de medicamentos, exames complementares ou hidratação endovenosa, o local também tem a estrutura. “Caso precise de internamento, no caso de uma dengue de maior complexidade, o paciente será encaminhado para o Órgão de Regulação de Leitos Hospitalares do Paraná e será encaminhado para o hospital que a Central der destino”, informou.

O prefeito, Dr. Marcio Matos, a vice-prefeita, Rita Araújo, o secretário municipal de Saúde, Anderson Catto, o diretor da 21ª Regional de Saúde, Roberto Amatuzzi, servidores da SMS e da 21ª RS, estiveram acompanhando o funcionamento do Polo.

“Nós conseguimos montar uma estrutura exemplar em um tempo recorde. Desta forma desafogamos os atendimentos na UPA e nas UBS da cidade, dando mais qualidade e agilidade no atendimento. Lógico que não queríamos uma situação como esta, uma epidemia que está acontecendo em todo país, mas não mediremos esforços para darmos o melhor atendimento aos nossos cidadãos”, destacou o prefeito, Dr. Marcio.

A vice-prefeita ressaltou a estrutura do local. “Ficou com uma infraestrutura muito boa, com salas de atendimento, sala para os pacientes receberem hidratação endovenosa, consultório, coleta de exames, um espaço digno para o paciente aguardar. As pessoas chegam e precisam de um lugar onde possa sentar, se apoiar. Assim conseguimos separar as pessoas com sintomas de dengue das com outros sintomas. Essa atitude mostra o zelo que a nossa administração tem com a população, num momento tão difícil não só para Telêmaco Borba, mas para o Paraná e o Brasil”, declarou.

Catto enfatizou que somente as pessoas com sintomas de dengue devem procurar o Polo. Outros sintomas devem procurar a UBS ou a UPA. Ele também ressaltou o esforço das equipes da Saúde para conseguir implantar o Polo no menor tempo possível. “Parabéns pelo dinamismo, o esforço, a resiliência da equipe que em tempo recorde organizou o serviço. E a conclusão é que no primeiro dia deu tudo certo. Vamos avaliando a manutenção pelos próximos 30 dias ou o tempo que for necessário”, finalizou.