Correio dos Campos

Ponta Grossa recebe ação inédita de contação de histórias em bicicleta

A proposta dos ‘Percursos Afetivos’ une a prática da pedalada com a contação de histórias.
2 de Maio de 2019 às 10:48

IMPRENSA/Ponta Grossa – O 5º Festival Nacional de Contadores de Histórias está chegando. O evento, realizado pela Prefeitura de Ponta Grossa, por meio da Fundação Municipal de Cultura, acontece do dia 07 até o dia 10 de maio, reunindo mais de 40 atividades. Entre as ações, uma em especial irá movimentar as ruas da cidade: o artista Cadu Cinelli irá realizar contação de histórias enquanto ele e a plateia passeiam a pé, de bicicleta ou de skate. A participação é aberta a qualquer interessado.

A performance – inédita na cidade – irá acontecer nos dias 09 e 10 de maio, com concentração na Mansão Villa Hilda às 11h30 e no estacionamento da Biblioteca Pública às 19h, nos dois dias. No primeiro dia, na hora do almoço, o circuito começa na Mansão Villa Hilda, desce a rua Balduíno Taques, vira na Avenida Vicente Machado até o Terminal Central e retorna pelo Calçadão. Já à noite, os participantes irão se concentrar no estacionamento da Biblioteca Pública e seguir rumo ao Parque Ambiental. No segundo dia, às 11h30, o roteiro seguirá da Mansão Villa Hilda até o campus Central da UEPG; às 19h, sairá da Biblioteca Pública e irá até o novo Parque Linear, em Oficinas.

As duas ações que acontecem à noite contarão com a participação dos grupos Penélopes PG e Corre PG, além de serem abertas para qualquer pessoa que queira ter essa nova experiência. Enquanto caminha ou pedala, a plateia escuta as histórias e se permite olhar para Ponta Grossa e para a rotina da cidade por uma nova perspectiva sensorial. Esta é a proposta da performance, que dura aproximadamente 50 minutos. “As atividades a serem realizadas no Festival Nacional de Contadores de Histórias atingem desde o público infantil até os adultos e idosos, comprovando que não existe idade limite para gostar e querer viajar com uma boa história. Estamos oferecendo novas experiências ao público ponta-grossense”, conta o presidente da Fundação Municipal de Cultura, Fernando Durante.

Carioca e atualmente morando em Curitiba, Cadu Cinelli é ator, contador de histórias e diretor teatral, integrante do grupo Os Tapetes Contadores de Histórias, reconhecido mundialmente. É formado em Artes Cênicas pela UniRio e em Artes Integradas na Educação pelo Instituto Tear/RJ, e possui pós-graduado em Psicologia Junguiana, Arte e Educação pela PUC Rio e em Formação em Mediação em Arte e Cultura pelo Itaú Cultural.

Festival Nacional de Contadores de Histórias
Entre os dias 7 e 10 de maio, Ponta Grossa receberá quase 40 contadores de histórias de Roraima, Ceará, Pernambuco, Alagoas, Santa Catarina, Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Bahia, Paraná e Distrito Federal. O evento terá oficinas, atividades didáticas e uma grande maratona de contos, que irá percorrer toda a cidade, levando contação de histórias a escolas, instituições socioeducativas, asilos, bibliotecas e teatros. Realizado pela Fundação Municipal de Cultura, o festival conta com a parceria da Secretaria Municipal de Educação, CECI – Centro de Estudos Cênicos Integrado e Fecomércio SESC/PR – unidade Ponta Grossa, além do apoio da UniSecal.