Correio dos Campos

“Serei uma deputada mais presente em Piraí do Sul e nos Campos Gerais”, diz Aline Sleutjes

Eleita pelo PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, Aline Sleutjes pretende usar o fato de integrar a base do governo para atrair benefícios para as cidades do Paraná
1 de novembro de 2018 às 20:44
(Divulgação/Arquivo Pessoal)

REDAÇÃO/Correio dos Campos – Eleita na onda da mudança e oxigenação política pregada pelo presidenciável Jair Bolsonaro, que tornou o até então pequeno PSL num dos maiores partidos do Brasil em apenas uma eleição, a castrense Aline Sleutjes carregará consigo a importante tarefa de ser a única mulher eleita para representar toda a região na Câmara dos Deputados.

Com o apoio voluntário de muitas famílias piraienses, a candidata foi ‘comendo pelas beiradas’ até alcançar uma expressiva votação na cidade, superando a casa dos 2 mil votos, número que lhe rendeu a terceira melhor votação no município.

Como principal força da região em Brasília, a castrense contará com a proximidade de Bolsonaro e ainda dos principais nomes do futuro governo para atrair investimentos para o estado e também para os municípios dos Campos Gerais.

Eleita com 33.628 votos, a futura deputada federal terá uma grande chance de aumentar em muito essa votação, principalmente se o governo de Bolsonaro corresponder ao anseio dos mais de 57 milhões de brasileiros que lhe garantiram a vitória na eleição presidencial.

Confira o bate-papo que tivemos com Aline Sleutjes.

1. Como a Senhora avalia a campanha de 2018 de uma forma geral?

Essa campanha eleitoral foi atípica. Nós pudemos observar a participação popular de uma forma como nunca aconteceu no Brasil. Quando nós vimos pessoas comprando camisetas a 25, 30 reais para utilizar no dia a dia? Quando vimos pessoas tirando recursos do bolso para comprar adesivos, fazer outdoor, material de campanha, panfletos, bandeiras? Tudo isso fez essa campanha ter um clima diferente, realmente de responsabilidade, de participação e envolvimento.

Para os candidatos do meu partido, o PSL, foi uma campanha ainda mais dura. Nós não tivemos a utilização do fundo partidário, o que significou que nós não tínhamos dinheiro algum para a campanha, tudo era do bolso. Isso tornou mais difícil de você trabalhar e concorrer contra adversários, contra candidatos que vieram com um milhão, dois, três, cinco milhões para sua campanha.

Nós pudemos perceber que essa diferença em relação aos recursos – financeiros – de campanha acabou diminuindo a partir do momento que nós tínhamos cabos eleitorais gratuitos, pessoas que realmente apoiaram, vestiram a camisa e fizeram a diferença na campanha. Além disso, contamos é claro, com o melhor cabo eleitoral que alguém pudesse pensar ou contratar: o Bolsonaro.

Então, nossa campanha foi pautada em um planejamento simples, onde eu tinha uma equipe voluntária composta por advogado, contador, marqueteiro e as principais lideranças. Nós tínhamos que trabalhar com o mínimo.

A ideia foi minimizar a agenda e maximizar as reuniões, isso porque nós tínhamos de estar em todos os lugares, com uma velocidade grande porque a campanha foi muito curta e com pouco dinheiro.

Por isso nós tivemos de andar o máximo possível para falar com as pessoas olho no olho, passando nossas propostas e podendo convencer cada cidadão de que era importante essa participação e essa ajuda. A recepção da população foi maravilhosa porque eles realmente se sentiram parte dessa campanha.

2. Quais as principais bandeiras levantadas pela Senhora em campanha e qual será a sua linha de trabalho durante a próxima legislatura?

As principais bandeiras foram sem dúvida alguma aquelas pautadas pelo PSL, através do plano de governo do Bolsonaro, e que contemplam as mudanças que o povo tanto precisa e deseja para o Brasil. Todos estamos cansados deste tipo de politicagem, estamos cansados do fato de nossas leis não serem cumpridas, muitas delas frágeis e que realmente não demonstram a sua importância.

O meu trabalho também foi pautado em cima de um apelo muito forte da nossa região, nosso estado, que é o agronegócio e o cooperativismo. Eu sou uma das representantes da Ocepar, portanto, estarei em Brasília lutando para que as leis sejam cumpridas, melhoradas e ampliadas em relação ao agronegócio e o cooperativismo.

Também por ser professora, estarei lutando com muita força e dedicação para a valorização da educação e de seus profissionais, afinal, a educação é o celeiro das demais profissões.

Por isso nós temos que voltar ao tempo onde o professor era o mestre e aonde o aluno entrava em sala de aula sabendo que ali era um mundo mágico de conhecimento, onde o professor era o dono do saber e estava ali para passar o seu conhecimento, não sendo apenas um mediador, uma figura decorativa dentro de uma sala de aula. Nós precisamos resgatar esses valores. O patriotismo, o civismo, o amor a nossa bandeira e o amor a nossa pátria.

Essas são algumas das bandeiras que trabalharei com muita ênfase e muita dedicação em Brasília, sem esquecer especialmente das pautas individuais de cada município, suas demandas particulares.

Durante a campanha eu pude conversar com vários líderes e cidadãos de cada cidade, observando as necessidades individualizadas de cada uma delas e de cada região. Eu levarei essas demandas e trabalharei com minha equipe para que possamos, além de fazer leis importantes, fiscalizar e cobrar, também trazer e beneficiar o máximo de municípios do estado do Paraná com recursos do governo federal, dando condições de uma vida melhor para o cidadão paranaense.

3. No caso específico de Piraí do Sul, a que ou a quais fatores a Senhora atribui o desempenho de destaque na eleição local, e quais os compromissos que foram assumidos a população piraiense?

No caso específico de Piraí do Sul, acredito que três fatores contribuíram bastante para a minha campanha. Primeiro, a grande amizade do meu pai, Alberto Sleutjes, uma pessoa que todo mundo conhece; segundo, o caráter de renovação proposto pela campanha tão anunciada pelo nosso presidente, Jair Bolsonaro, com mudança, limpeza e oxigenação da política nacional; e, terceiro, pelas pessoas que se envolveram diretamente na minha campanha, como o Wagner, a Mariana, a Gilvânia, enfim, toda família Zadra, a família Tonon, o senhor Oscar, o Júlio, muitos agricultores, o pessoal do interior da cidade, amigos da cavalgada, o seu Lima, o Cabriteiro, enfim, se eu fosse nominar todas as pessoas que me ajudaram eu de repente seria infeliz em esquecer de algum nome importante.

Por isso eu faço um agradecimento especial a todos aqueles que estiveram conosco, lá no meu comitê, buscando material e se envolvendo diretamente na campanha, pedindo votos a seus amigos, para a família e seus funcionários. Todos os amigos me adotaram como deputada e filha de Piraí do Sul. Era muito gostoso chegar aqui e ouvir as pessoas falarem: “chegou aqui a nossa deputada”.

De uma maneira geral credito o desempenho também às pessoas que buscavam uma renovação política e que se engajaram por conta própria, confiando num bom trabalho que eu irei desempenhar lá na frente, cuidando e zelando pelo município de Piraí do Sul.

Acredito que o melhor compromisso que eu posso assumir com o povo piraiense é estar presente aqui no município, convivendo mais de perto com as pessoas, fazendo essa política diferente, conhecendo as dificuldades do gestor municipal e, assim, da melhor forma possível, correr atrás para resolver essas demandas trazendo recursos, fazendo essa intervenção política tão necessária.

É isso que o povo de Piraí do Sul pode esperar do meu trabalho.

4. Com a vitória de Bolsonaro no último domingo, como a Senhora pretende atuar na Câmara dos Deputados?

Fico aliviada porque o nosso presidente Bolsonaro foi eleito. Agora eu tenho mais força política, por ser a única candidata do PSL eleita na região dos Campos Gerais, o que vai me favorecer e fortalecer bastante.

Vou aproveitar essa facilidade, de estar na base do governo federal, para poder trazer o máximo possível de benefícios para a nossa região e para o Paraná, seja através de recursos, de programas ou projetos. Irei utilizar essa aproximação ao governo para realmente beneficiar a nossa população.

Fico muito feliz de o povo brasileiro ter acreditado que era necessária essa renovação urgente, essa mudança de rumo do país, essa possibilidade de endireitar a nossa nação, colocando a nossa política em ordem.

Nós temos realmente esperança num trabalho sério do Bolsonaro, pela sua história, pela sua conduta e por sua forma de fazer política durante todos esses anos, sem se envolver em corrupção, em desmandos e coisas erradas.

Por isso estou muito feliz e acredito que com a possibilidade de trabalhar diretamente no governo, nós iremos conseguir trazer muitas melhorias para o nosso estado.

5. A Senhora gostaria de deixar alguma outra consideração aos seus eleitores?

Primeiramente gostaria de agradecer a oportunidade de poder falar com o povo de Piraí do Sul, e agradecer por terem confiado em meu trabalho.

Quero também fazer um agradecimento especial ao meu irmão, Dr. Fernando Sleutjes, mais conhecido aqui em Piraí e em roda a região como Xiru, pelo carinho, trabalho e dedicação e por tudo mais que ele, sua esposa e toda família me ajudaram.

Agradeço a meu pai, como já falei anteriormente, pelo conhecimento e amizade que ele tem aqui. Iisso me ajudou bastante.

Agradeço mais uma vez a todos que já lembrei nessa entrevista, deixando ainda aqui um grande agradecimento à população que mesmo sem me conhecer muito, acreditou em mim, na proposta de mudança e acima de tudo, acreditaram na ‘vizinha’ Aline Sleutjes, a candidata ali da cidade logo ao lado. Isso foi muito bacana!

Tenho certeza que vou honrar cada um de vocês e vou fazer o meu melhor em Brasília, provando para a região dos Campos Gerais, para Castro, para Piraí, enfim, para todos os municípios, que foi bom acreditar na mudança que vai começar a partir de agora.

Nas próximas eleições para prefeito, vice-prefeito e vereadores as pessoas terão condição de serem eleitas com ou sem dinheiro, mas principalmente por suas propostas, pelo planejamento, com metas e com sonhos de fazer o seu município melhor.

Hoje nós plantamos uma semente nova da política. Eu tenho certeza que para as eleições municipais essa semente será muito maior, porque a mudança e a renovação são necessárias e porque não se muda nada sem mudar os políticos.

Obrigado a todos que acreditaram em mim, em minhas propostas, acreditaram na minha equipe, nos meus amigos, nas pessoas que pediram votos por mim. Tenho certeza que nós faremos o melhor em Brasília.

Que Deus nos proteja e que nos abençoe. Logo, logo estarei aí novamente conversando com vocês.