Correio dos Campos

OAB protesta pelos mais de mil processos parados no Fórum de Piraí do Sul

Entidade cobra solução do Tribunal de Justiça do Paraná em relação ao caso.
23 de março de 2018 às 18:30

REDAÇÃO/Correio dos Campos – A Ordem dos Advogados do Brasil, através da Subseção de Castro, divulgou uma nota pública no último dia 14 de março. No documento, a entidade expressa a preocupação de toda a classe em relação à morosidade dos processos judiciais que tramitam na Comarca de Piraí do Sul.

Segundo a OAB, a cidade vem sendo penalizada pela falta de estrutura do Judiciário.

Desde que a Juíza titular da Comarca, Leila Aparecida Montilha, se licenciou do cargo por motivos de saúde, as decisões deixaram de acontecer.

Como não houve a substituição da Juíza por outro magistrado, designado especificamente para a cidade, os processos começaram a acumular. Até o dia 13 deste mês 528 deles aguardavam decisão na esfera criminal, enquanto outros 646 do Cartório Cível estão parados.

De acordo com a OAB, esse número poderá aumentar ainda mais a partir do dia 9 de abril, data em que a Juíza titular da Comarca reassume o cargo.

Baseada na situação preocupante da justiça local, a entidade revelou estar buscando uma solução para o problema junto ao Tribunal de Justiça do Paraná.

Para restabelecer a normalidade da tramitação dos processos, a entidade sugeriu ao TJ que viabilize, inclusive, a realização de uma força-tarefa na Comarca.

Sem resposta – Procurando um posicionamento do Tribunal de Justiça sobre o caso, o Correio dos Campos enviou a nota da OAB para a Coordenação de Comunicação do TJ.

Por e-mail, a coordenadora da área, Kamila Mendes Martins, informou que a solicitação de informações foi repassada para a área responsável, porém, sem prazo para ser respondida.