Correio dos Campos

Após denúncia de maus-tratos, policiais descobrem rinha de galo em Nova Prata do Iguaçu

Competição ilegal estava sendo realizada em uma propriedade rural; proprietária do local assinou um termo circunstanciado pelo crime, mas organizador não foi localizado.
18 de Maio de 2020 às 08:13
Segundo a PM, 11 ringues foram queimados no local — Foto: PM/Divulgação

A Polícia Militar (PM) descobriu uma rinha de galo em Nova Prata do Iguaçu, no sudoeste do Paraná. A competição ilegal ocorria em uma propriedade rural e foi descoberta após uma denúncia anônima, no sábado (16).

De acordo com a polícia, havia cerca de 50 pessoas no galpão da propriedade, mas a maioria fugiu ao perceber a chegada da equipe. Dentre eles, 11 pessoas ficaram no local. Elas foram levadas ao cartório para assinarem um termo circunstanciado pelo crime maus-tratos aos animais e, depois, foram liberadas.

Segundo a PM, foram encontrados 20 galos no galpão, sendo que cinco deles estavam bastante machucados. Os animais continuaram com os donos e, conforme a polícia, serão encaminhados para outro local após decisão da Justiça.

Entre as pessoas abordadas no local, conforme a polícia, estavam a dona da propriedade rural e o filho dela. O marido da proprietária, que seria o organizador da rinha, fugiu e não tinha sido localizado até a publicação desta reportagem.

No local foram encontrados e queimados 11 ringues onde os animais eram colocados para brigar, de acordo com a PM.

Conforme a polícia, as rinhas eram organizadas por um aplicativo de mensagens. Os celulares dos organizadores foram apreendidos e, por isso, todos os que estavam no grupo da competição ilegal foram identificados e poderão responder pelo caso.

Fonte: G1