Correio dos Campos

Polícia alerta sobre golpe do leilão online de carros

25 de janeiro de 2020 às 07:53
Imagem Ilustrativa (Foto: Valdecir Galor/SMCS)

Quatro boletins de ocorrência foram registrados na 15ª SDP entre quinta (23) e sexta-feira (24) por pessoas que alegaram ter sido vítimas de golpes praticados por um suposto site de leilões que estaria vendendo veículos. O problema é que o site é falso e está utilizando, indevidamente, o nome da Transitar/Cettrans como se estivesse leiloando veículos apreendidos em operações de trânsito.

A Polícia Civil informou que o caso está sendo investigado e aparentemente o site tem seu registro de domínio fora do Brasil. O nome da pessoa que aparece como responsável pelo suposto leilão é de São Paulo. Na manhã desta sexta-feira, a polícia foi verificar um endereço que aparece no site, mas ele não existe.

“As pessoas acreditam que está havendo um leilão da Cettrans, acessam o site e mandam o dinheiro para uma conta que eles informam, normalmente é lá em São Paulo”, explica. Os golpistas simulam a venda de veículos de vários valores e induzem o internauta a crer que se trata de um leilão virtual oficial. A pessoa participa do leilão, deposita o dinheiro e depois vai buscar o carro que não existe”.

SEM PREVISÃO DE LEILÃO
O liquidante da Cettrans (Companhia de Engenharia de Transporte e Trânsito), Vander Piaia, diz que o último leilão foi realizado no dia 6 de dezembro e não há previsão de novos. Todos os leilões realizados pela companhia são programados com antecedência e divulgados por meio de editais e órgãos oficiais, como o site da Prefeitura de Cascavel e do leiloeiro oficial, a Vip Leilões. “Se não for dentro desses meios de comunicação há irregularidade. Nosso processo de leilão em Cascavel é terceirizado, mas obviamente que há uma corresponsabilidade por parte da Cettrans que faz a autorização dos veículos que podem ou não podem ser leiloados”, explica Vander.

Sempre que há leilões, a Transitar/Cettrans abre as portas do pátio de veículos para que os interessados agendem um horário e vistoriem o veículo que pretende arrematar.

Fonte: Catve