Correio dos Campos

Saúde reforça importância da vacinação contra o sarampo

24 de janeiro de 2020 às 08:24
Vacinação Sarampo. 22/08/2019. Foto: José Fernando Ogura/AEN

A Secretaria de Estado da Saúde orienta a população que continue se vacinando contra o sarampo. O novo boletim epidemiológico da doença, divulgado nesta quinta-feira (23), registra 34 novos casos no Paraná em uma semana.

As confirmações ocorreram em Paranaguá (2), Araucária (3), Campo Largo (1), Colombo (4), Curitiba (17), São José dos Pinhais (2), União da Vitória (1) e Sarandi (2). O número de casos em investigação subiu de 1.193 para 1.338, totalizando 195 novos suspeitos, desde o início de agosto de 2019.

Os casos confirmados predominam na faixa etária de 20 a 29 anos, com 22,7 de incidência por 100 mil habitantes. Os municípios de Inácio Martins (4ª Regional de Saúde – Irati) e Rosário do Ivaí (22ª Regional de Saúde – Ivaiporã) ainda não haviam registrado notificações da doença.

“Pedimos que a população que ainda não se vacinou procure uma unidade básica de saúde para imunização, pois a única maneira de prevenir a doença é se vacinando”, alertou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

VACINA – O esquema vacinal do Ministério da Saúde recomenda que a população com idade entre um a 29 anos deve receber duas doses da vacina tríplice viral e de 30 a 49 anos, uma dose. As crianças que têm entre seis meses e 11 meses e 29 dias também devem ser imunizadas.

As vacinas são ofertadas gratuitamente nas 1.852 salas de vacinação localizadas nas unidades básicas de saúde de todo o Estado. Somente em 2019, o Paraná enviou 1.235.770 doses da Vacina Tríplice Viral – que previne contra sarampo, caxumba e rubéola – para as regionais, que posteriormente distribuíram aos municípios de sua abrangência.

REGIONAIS – Das 22 Regionais de Saúde, 11 permanecem sem confirmações de sarampo: 5ª (Guarapuava); 7ª (Pato Branco); 8ª (Francisco Beltrã); 9ª (Foz do Iguaçu); 10ª (Cascavel); 12ª (Umuarama); 13ª (Cianorte); 14ª (Paranavaí); 16ª (Apucarana); 21ª (Telêmaco Borba) e 22ª (Ivaiporã).

Fonte: Agência de Notícias do Paraná