Correio dos Campos

Organização: a palavra que pode mudar seu 2019

Período de férias é uma boa época para arrumar a casa e classificar itens para otimizar o uso
28 de dezembro de 2018 às 17:30
Otimizar o guarda-roupas, guardando corretamente as roupas de inverno, ajuda no acesso aos itens da estação atual. (Divulgação)

COM ASSESSORIAS – Roupas em excesso, equipamentos misturados e cantos da casa que só servem para guardar entulhos: essa é a realidade de várias pessoas que acumulam bagunça e deixam a organização para depois. Entretanto, ao dispor de maneira lógica e inteligente os utensílios domésticos, a casa se torna mais prática, aconchegante e com mais espaço e conforto.

Confira algumas dicas para começar o ano com o pé direito – e com a casa organizada:

Tchau, Árvore de Natal

Desmontada tradicionalmente em 6 de janeiro, Dia de Reis, a árvore e os apetrechos de Natal podem ocupar um espaço desnecessário em casa. Segundo a gerente da self storage Espaço A+, Rousy Rojas, esse tipo de item é um dos mais comuns de ser encontrado nos boxes locados. “Com os apartamentos e casas centrais cada vez menores, as pessoas têm buscado alternativas para guardar seus pertences com pouca utilização. Esse é o caso das decorações natalinas, que não precisam ocupar espaços na casa o ano inteiro”, comenta a gerente.

Vem, verão!

Uma dica para facilitar o dia a dia é deixar com fácil acesso as roupas mais utilizadas na estação, como vestidos, bermudas, regatas e itens de praia. Já casacos e botas podem ser guardados em capas de TNT, sempre com o cuidado de manter as peças em local com antimofo (para alguns materiais, como o couro, é desejável tirá-los do guarda-roupa a cada 30 dias, deixando o material na sombra e em ambiente fresco). Independente do item, se ele for ficar inacessível por algum tempo, é importante que seja armazenado limpo, cuidado que deve ser reforçado para peças brancas para evitar o amarelamento.

Menos papéis e mais espaço

Começo do ano é um bom momento para se livrar de documentos antigos, como os que possuem mais de cinco anos ou que não precisam mais ser guardados. Manuais, notas fiscais e papéis em geral também podem ser eliminados, se não for mais necessário o seu uso. Para facilitar, o ideal é dividir os documentos em pastas etiquetadas e com indicação do conteúdo que guardam.

Tudo que é necessário à mão

Prancha de surfe, barraca, bicicleta, ferramentas, quadros, móveis, entre outros, são alguns exemplos de itens que ocupam bastante espaço mas que nem sempre são utilizados no dia a dia (ou não possuem um local para serem guardados da melhor maneira em casa). Por serem caros ou terem um grande valor sentimental, se não houver ambientes em casa para guardá-los de maneira organizada, pode ser uma boa ideia deixá-los em um box. “Assim, os espaços acabam sendo otimizados e um ‘quartinho da bagunça’ pode virar uma sala de estudos, um atelier ou estúdio”, comenta Rousy.

Não deixe para depois

Organização é uma tarefa que deve ser rotineira para evitar o acúmulo de bagunça e facilita a manutenção dos espaços. Colocar na agenda um horário semanal e tratá-lo como compromisso é uma proposta que funciona: menos tarefas para colocar em dia tornam o processo mais rápido e ajudam a evitar a procrastinação. “Manter a casa organizada também facilita na hora da limpeza e na correria do dia a dia, já que a pessoa não perde tempo para procurar o que precisa, uma vez que os materiais estarão guardados no lugar certo”, finaliza a gerente da Espaço A+.